derramepleural.com

patologia respiratória do tipo restritivo.

Quer receber mais informações sobre o derrame pleural? Subscreva a nossa newsletter.

Controlo da respiração

A respiração pode ser vista como um processo em espiral automático pelos quais os sensores (quimiorreceptores) continuamente fornecem dados para um processador central (bulbo e ponte) que então dirige os músculos respiratórios afim de ajustar a ventilação de acordo com as necessidades do organismo.

A respiração é subdividida em duas funções, a inspiração e a expiração.

Inspiração

A contração dos músculos intercostais e do diafragma permitem a entrada de ar nos pulmões. A função do diafragma é de reduzir a pressão interna permitindo assim que o ar entre nos pulmões devido à diferença de pressão com o exterior.

Expiração

O relaxamento dos músculos intercostais e do diafragma permitem a saída de ar nos pulmões. Estes músculos fazem com que a pressão interna aumente e o ar seja obrigado a sair dos pulmões.