derramepleural.com

patologia respiratória do tipo restritivo.

Quer receber mais informações sobre o derrame pleural? Subscreva a nossa newsletter.

Exames em caso de líquido pleural

O derrame pleural consiste na acumulação de líquido pleural anormal na cavidade pleural, pelo que poderá trazer muitos efeitos secundários e perigosos para o organismo. No que toca ao sistema respiratório é necessário ter muito cuidado, uma vez que é um dos principais sistemas no organismo e em que as doenças podem ser muito dolorosas e até mortíferas.

A existência de líquido pleural entre as membranas da pleura é sustentável até um limite mínimo, pois facilita o movimento entre as pleuras visceral e pariental, contudo a acumulação anormal deste é que poderá trazer muitos problemas para a sua saúde. Após dirigir-se ao seu médico terá de realizar alguns exames a fim de perceber qual é a gravidade da situação e assim receber o tratamento que melhor se adequa a si.

Exames a realizar

Após o primeiro diagnóstico realizado pelo médico é necessário recorrer a alguns exames, para que se possa proceder ao tratamento mais adequado. O primeiro exame a realizar será as análises ao líquido pleural, este exame servirá para que seja possível distinguir um derrame pleural exsudado ou transudado, fazendo assim o primeiro despiste da doença começando de imediato a seguir alguns tratamentos apropriados. Os exames bioquímicos são dos segundos exames a serem realizados, irão complementar o diagnóstico referidos nas análises gerais, aqui é analisada a proteína, DHL, glicose, amílase, triglicéridos e o pH. Uma outra forma de complementar os diagnósticos, numa primeira fase são exames como os Raios X, radioscopia, TAC ou a ecografia, acabando assim por ajudar no tratamento desta doença, este tipo de exame servem para dar uma visão mais real de como está espalhado o líquido e da sua quantidade.

A partir do momento em que o diagnóstico está completo e o médico possui a certeza do tipo de doença que é e do estado em que se encontra é necessário recorrer a outro tipo de exames para perceber ao pormenor todos os detalhes a mesma, conseguindo assim escolher o tratamento mais adequado. Assim sendo, é nesta altura em que os exames mais complicados começam, será necessário perceber que tipo de líquido está acumulado, se são infeciosos, entre outros aspetos importantes para o paciente. Os exames mais complexos, como a toracocentese ou a biopsia pleural envolvem muito mais cuidados, sendo que poderão acarretar mais riscos para o paciente contudo são muito importantes.

Os exames que deverão ser realizados após o primeiro diagnóstico são os exames bacteriológicos, exames citológicos, toracocentese, biopsia pleural percutânea, toracoscopia e a biopsia pleural cirúrgica. Após a análise cuidada dos resultados dos exames deverá ser administrado o tratamento que melhor se adeque ao tipo de derrame pleural.