derramepleural.com

patologia respiratória do tipo restritivo.

Quer receber mais informações sobre o derrame pleural? Subscreva a nossa newsletter.

Exame DHL

O exame DHL é um dos exames mais realizados, independentemente do tipo de doença que a pessoa contraiu naquele momento, sendo por isso necessário perceber em que consiste este exame e para que serve. Este exame consiste na análise de uma enzima presente em quase todo o organismo, não sendo por isso um exame totalmente conclusivo, ou seja, não é possível afirmar que uma pessoa contraiu cancro numa dada zona do organismo apenas com a análise deste exame, é necessário exames complementares apesar de este ser o primeiro indicador que algo não está bem.

DHL, o que é?

A enzima DHL, desidrogenase láctica, é uma enzima intracelular que pode ser encontrada em vários locais do organismo, existindo em mais quantidade em uns do que em outros. Esta enzima só é libertada após uma lesão do tecido, daí ser possível controlar se existe algum problema com o organismo através deste exame. Esta enzima existe em maiores quantidades no coração, músculos esqueléticos, fígado e eritrócitos, existindo também no cérebro, rins, pulmões, pâncreas e baço contudo em menores quantidades.

Em que consiste o exame?

O exame DHL consiste na recolha de uma pequena porção de sangue para análise, nesse momento irão medir as isoenzimas. As isoenzimas ajudarão para em primeiro lugar distinguir de onde provem o problema, uma vez que cada uma possui uma fonte primária, sendo essa fonte o local onde elas estavam armazenadas antes da lesão do tecido. Assim sendo é possível saber que a isoenzima X corresponde a um dado local, correspondendo a:

Para analisar os valores é necessário estabelecer limites, conhecidos por valores de referência, estes representam os valores máximos e os mínimos em que a quantidade da enzima deverá estar compreendida para que tudo esteja normal, sendo que para esta enzima os valores de DHL total deverão estar compreendidos entre 240 e 480 UI/L. Neste exame verifica-se a DHL total, analisando-se também então as ditas isoenzimas, para a quantidade total de DHL existe uma percentagem referencia para cada uma das isoenzimas para que seja possível verificar qual é o órgão afetado. Assim, os valores de referência para cada uma das isoenzimas são:

Quais as doenças que se pode diagnosticar com este exame?

Este exame do pode utilizado para diagnosticar várias doenças, sendo em algumas delas ser apenas uma sinal de alerta de que alguma coisa não está bem. Ultimamente tem sido mais utilizado para o diagnóstico do enfarte do miocárdio assim como nas anemias ou leucemias. Contudo existem muitas outras doenças que podem ser detetadas a partir desde exame como o cancro, hepatite, descolamento prematura da placenta, pneumonia, doenças nos músculos, entre outras.

Em suma, este é um exame muito importante, manter sempre a DHL controlada é necessário evitando assim problemas maiores. A analise deste exame poderá detetar precocemente algumas doenças, ajudando assim no seu tratamento.