derramepleural.com

patologia respiratória do tipo restritivo.

Quer receber mais informações sobre o derrame pleural? Subscreva a nossa newsletter.

Empiema Pulmonar

As doenças de origem respiratória necessitam de um cuidado especial e por isso é necessário que aos primeiros sintomas sejam observados por um especialista, com o intuito de diagnosticar rapidamente e assim conseguir o tratamento adequado para a doença. O empiema pulmonar é uma doença do forro respiratório que necessita de alguns cuidados para que possa ser tratada.

Empiema pulmonar, o que é?

O empiema pulmonar consiste na presença de pus na cavidade pleural, entre os pulmões e a parede do tórax, mais concretamente no espaço pleural. Esta doença, conhecida também por piotórax ou pleurite purulenta, pode surgir após uma infeção do pulmão sendo esta uma das suas principais causas. Tal como em outras doenças, a doença passa por várias fases sendo muito importante que o diagnóstico seja realizado em um das primeiras fases para que o tratamento seja eficaz, o empiema pulmonar passa por três estágios, exsudativo, fibrinopurulento e organização.

Causas

A causa principal do empiema pulmonar é a infeção pulmonar, ou seja, existe uma infeção em um pulmão, podendo esta ter diversas causas, em que esta se vai espalhar e assim acumular pus na cavidade pleural. A acumulação desse pus vai fazer com que os pulmões comecem a ficar sob pressão o que poderá trazer outras complicações. Existem outras possíveis causas, apesar de que estas são menos frequentes do que a acima referida, estas podem ser pneumonia, abcesso pulmonar ou após intervenções cirúrgicas.

Sintomas

As doenças respiratórias possuem, na sua maioria, os mesmos sintomas sendo por isso muito complicado diagnosticar qualquer que seja sem exames mais pormenorizados. Assim sendo, temos que os principais sintomas do empiema pulmonar são as febres altas, falta de ar, sobretudo quando se tenta respirar fundo, tosse que com o passar do tempo pode ficar cada vez mais intensa, dor na região torácica, sensação de mal-estar sentido como se um peso na zona torácica, transpiração excessiva mesmo em repouso, nas extremidades do corpo notar-se-á uma coloração diferente uma vez que o oxigénio não consegue chegar a estas zonas e em alguns casos será possível verificar uma perda de peso acentuada.

Diagnóstico

O diagnóstico será feito a partir da análise de alguns exames que terão de ser realizados, tais como uma radiografia ao tórax, análise ao líquido pleural, tomografia computadorizada, é importante realizar uma toracocentese. Sendo que o primeiro exame que deverá ser feito será a auscultação, pois neste exame o médico poderá perceber até que ponto os pulmões estão afetados.

Tratamento

O tratamento consiste em retirar o pus que se acumulou na cavidade pleural, para isso será necessário complementar os antibióticos, realizando uma drenagem do empiema. O tratamento geral terá duas fases, a fase da medicação, em que o doente deverá tomar antibióticos a fim de controlar a acumulação do pus e ainda remover a infeção que se criou, contudo apenas este tipo de tratamento na resolve, será necessário recorrer à drenagem. A drenagem do empiema consiste em inserir um ou mais tubos na caixa torácica e assim drenar os fluidos existentes através dos ultrassons. A remoção do pus é algo perigoso, pois o entupimento do tubo poderá trazer muitas complicações, contudo só assim poderá tratar na totalidade o empiema.